A única constante no universo é a mudança.

Sans-serif

Aa

Serif

Aa

Font size

+ -

Line height

+ -
Light
Dark
Sepia

A partir daqui, há dragões do Komodo

 

Monsieur Komodo é um dos nomes de guerra de Rui Guerra. Designer de profissão, começou por trabalhar a imagem gráfica de projectos com o IndieLisboa e a associação Zero em Comportamento. Em 2009, nasceu este projecto de ilustração – Monsier Komodo – que já deu origem a três livros: ‘Aqui Habitam Fantasmas’, ‘Shades of Birds’ e ‘Caderno Nocturno’. 

De 1 a 30 de Setembro, está patente na Leituria a exposição de desenhos ‘No Bosque’. São 15 trabalhos nos quais se explora a relação do Homem com dois contextos fundamentais, mas opostos entre si: a Natureza e a Sociedade. Aqui, homens e animais fundem-se para dar origem a criaturas imaginárias, personagens de histórias inventadas ou assustadoramente parecidas com a realidade que se desenrolam no meio do bosque.