A única constante no universo é a mudança.

Sans-serif

Aa

Serif

Aa

Font size

+ -

Line height

+ -
Light
Dark
Sepia

Férias na aldeia ou um festival chamado Bons Sons

Começa esta quinta-feira a edição 2018 do festival Bons Sons. Cem Soldos, a aldeia da avó de todos nós (mesmo que a nossa avó tenha nascido em Lisboa) já está pronta para receber as centenas de “netos” que irão, mais uma vez, assentar arraiais em Tomar para usufruir da hospitalidade do festival mais familiar do nosso país. São mais de 45 concertos distribuídos por 8 palcos, mas também muitas manhãs a tomar o pequeno-almoço na soleira da porta de uma casa alheia. True story. 

Este ano, vamos poder ouvir Linda Martini, Salvador Sobral, Dead Combo, Lena d’Água, PAUS, Slow J, Primeira Dama, entre outros, para além de várias actividades paralelas que prometem ocupar sem grande dificuldade os dias e as noites dos festivaleiros – dança, cinema, teatro, performances, instalações, feiras e muitos mergulhos nas várias praias fluviais que existem num raio de 20 Km de Cem Soldos. 

Embora possas ir de carro e estejam disponíveis 20 parques de estacionamento à volta da aldeia, o Bons Sons aconselha usar transportes públicos para chegar ao recinto.  Há um transfer de hora a hora que parte de Tomar e Paialvo (das estações da CP e dos autocarros) para Cem Soldos Para não pesar muito na carteira, o bilhete custa apenas 1,50€. O restante podes gastar no muito e bom que há para comer e beber durantes estes 4 dias, desde iguarias da gastronomia local a pratos vegetarianos. Existem também várias opções de alojamento, para todos os gostos e bolsas: parques de campismo, parques para caravanas, quintas de turismo rural, hóteis e residenciais.  

Para conhecer o cartaz completo do festival e outras informações, consultar www.bonssons.com